Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Voltar ao topo.
Ouça ao vivo
logo google playBaixar App p/ Androidlogo apple itunesBaixar App p/ iOs

Dez super-heróis mais ridículos que o Homem-Formiga

Mande sua sugestão e aumente esta lista.


« Anterior« Última» Próxima» Primeira
ImprimirReportar erroTags:utilidade, dias, fosse, esconder, camuflar, dando, pode e alguma979 palavras15 min. para ler
Dez super-heróis mais ridículos que o Homem-FormigaVer imagem ampliada
Todo fã de histórias em quadrinhos já sonhou possuir os poderes ilimitados do Superman ou o fator de cura e as garras de adamantium do Wolverine. O que provavelmente ninguém desejou foi ter um braço que se destaca do corpo e usá-lo para bater nos inimigos, como o Arm Fall Off Boy, uma espécie de João Sem Braço do Universo DC. Personagens com poderes ridículos não são exceção no mundo dos quadrinhos e até podem gerar boas histórias, como prova o recém-lançado filme “Homem-Formiga“, da Marvel. Por pura diversão, sem nenhum caráter científico - ainda não inventaram uma empresa de auditoria séria para conceder notas a personagens de gibis - listamos alguns exemplos. 

Arm Fall Off Boy


Criado em 1989 pelos roteiristas da DC Comics, o grande poder deste herói é arrancar fora seu braço esquerdo e usá-lo como arma para dar na cabeça dos inimigos. Para piorar, ele tenta entrar para a Legião dos Super Heróis, mas tem um ataque de pânico durante o teste e obviamente tem sua inscrição negada.

Saltador (Bouncing Boy)


Concebido por ninguém menos que Jerry Siegel, o criador do Superman, Charles Taine tomou um fluido de superplástico achando que era refrigerante. Ele então passa a quicar como uma bola de basquete para atingir seus inimigos. “Convenhamos que se trata de um poder um pouquinho ridículo“, diz Sidney Gusman editor do site Universo HQ.

Cifra


Em 1984, muito antes de o Google Tradutor ser criado, Chris Claremont e Sal Buscema acharam que seria útil inventar um personagem mutante que entendesse qualquer língua da Terra e do universo, incluindo aí linguagem de computação e dos animais. Certamente eficaz em um escritório, mas não em ação entre os X-Men. “Ele era absolutamente inútil nas lutas e nos combates“, afirma Gusman. Não por acaso, morreu com um tiro.

Lanterna Verde G`nort


O G`nort é um Lanterna Verde com aparência canina, pouco inteligente (mal consegue ler um mapa) e altamente incompetente. Tanto é que os outros Lanternas lhe dão um espaço vazio e desabitado do universo para patrulhar. Segundo André Amorim, criador do site de quadrinhos Agência Atômica, “a função dele é de alívio cômico“. Talvez por isso tenha se tornado cultuado por parte dos fãs dos Lanternas Verdes.

Color Kid


Se o Cifra até tem alguma utilidade, o mesmo não pode se dizer do Color Kid. Sua grande habilidade é mudar de cor, dando-lhe o poder de se camuflar ou esconder objetos. Talvez fosse útil nos dias de hoje, com a onda de livros para colorir. Poderia completá-los em questão de minutos.

Gambit


Ele tem o poder de carregar objetos com energia cinética, o que os faz explodirem ao entrarem em contato com o alvo. Parece uma habilidade legal. Mas o que o cara escolhe para usar como arma? Cartas de baralho! Outro poder que possui é o “charme“ advindo de sua beleza.

Homem Impossível


Ele é uma espécie de Mxyzptlk do universo Marvel, mas com um viés heroico. Criado por Stan Lee e Jack Kirby, o problema do Homem Impossível são seus poderes bizarros, como o de se dividir em dois para ter uma esposa, e depois ainda ter filhos com essa divisão de si mesmo. O Homem Impossível ainda é um apaixonado pela cultura pop do planeta Terra.

Digestor


Jerry Siegel, criador do Superman, não foi tão feliz ao conceber os companheiros do herói. Além do Saltador, outro personagem bizarro da Legião dos Super-Heróis é o Digestor, cujo poder é o de comer qualquer coisa, de aço a pedras. O problema é que ele não tem superforça, além das enzimas que estão em seu estômago. Haja sal de frutas!

Abelha Vermelha


Criada na década de 1940, é um dos poucos personagens de HQ que já caiu em domínio público. O Abelha Vermelha não possui nenhum superpoder, a não ser o de ter abelhas treinadas para combater gangsteres e nazistas. A pior parte é que ele usa um cinto no qual carrega apenas UMA abelha, chamada Michael. Mas, se as abelhas morrem após ferroarem suas vítimas, devemos supor que Michael muda a cada aventura, não é?

Madame Fatal


Que tal combater o crime vestido como uma velha senhora, com um papagaio capaz de recitar “Hamlet“ e ser especialmente útil por lembrar informações importantes? Esse é o caso de Richard Stanton, alter ego de Madame Fatal. Sem nenhum poder, ele usa o fato de estar em forma e ser o mestre dos disfarces (cof, cof) para combater o crime.

Fonte: UOL


Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

texto curta nosso site

Patrocinadores

Unimed ChapecóSchumann
Nutrijá - Alimentação Consciente
Vivenda Açai
Instituto do Corretor ChapecoNostra Casa