Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Item adicionado ao pedido! E agora?
Permanecer na página atualIr para a tela de finalização do pedido
Voltar ao topo.
Ouça ao vivo
Logo Google play-50-28Baixar App p/ AndroidLogo apple itunes-50-30Baixar App p/ iOs

Bob Dylan presta carinhosa homenagem a Muhammad Ali em seu site

AnteriorPróximo

Dylan descreveu o puglisita como “o mais excelente dos homens“

AnteriorPróximo

« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:tmdqa, velocidade, two, one, d, better, run e enfatizando256 palavras3 min. para ler
Bob Dylan presta carinhosa homenagem a Muhammad Ali em seu siteVer imagem ampliada
No último sábado (03), após longa luta contra o mal de Parkinson, o mundo perdeu um dos maiores desportistas que já existiram: Cassius Clay, ou Muhammad Ali, conhecido como preciso e ágil boxeador nos ringues e assíduo combatente do racismo fora deles.

O cantor Bob Dylan, que teve uma breve experiência como pugilista amador quando jovem, elogiou a carreira de Ali em seu site:

Se a medida de grandeza está em alegrar o coração de cada ser humano sobre a face da terra, então ele realmente foi o maior. Em todos os sentidos ele foi o mais corajoso, o mais amável e o mais excelente dos homens.

Na canção “I Shall Be Free”, que encerra o disco The Freewheelin’ Bob Dylan (1963), Dylan canta “Five, four, three, two, one, Cassius Clay you’d better run”, enfatizando a velocidade fora do normal que Cassius Clay, antes de se converter ao islamismo e mudar seu nome para Muhammad Ali, possuía. No mesmo ano em que a música saiu, Cassius Clay foi consagrado como campeão mundial dos pesos pesados pela primeira vez em sua carreira.

Dylan também compareceu ao primeiro embate entre Muhammad Ali e Joe Frazier. Uma das lutas conhecidas como “A Luta do Século”, trouxe a primeira derrota de Ali nos ringues, consagrando Frazier como campeão na ocasião.

Além disso, Ali subiu ao palco em um show de Dylan no ano de 1975, após o lançamento de uma das mais conhecidas canções do cantor, “Hurricane”, e juntos protestaram contra a injusta condenação do também pugilista Rubin “Hurricane” Carter.

[via TMDQA]

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Texto curta nosso site.PNG

AnteriorPróximo

Texto mural.PNG

AnteriorPróximo

Patrocinadores

AnteriorPróximo
Unimed ChapecóSchumann
Nutrijá - Alimentação Consciente
Vivenda Açai
Instituto do Corretor ChapecoNostra Casa