Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Feito!
Erro!

Esqueci minha senha
Ouça ao vivo
Logo Google play-50-28Baixar App p/ AndroidLogo apple itunes-50-30Baixar App p/ iOs

Baixista do Rage Against The Machine pede desculpas por ter influenciado o Limp Bizkit

Voltar ↖Seguir ↘
 
« Última» Primeira
ImprimirReportar erroTags:tim, somos, dedicada, cover, movimento, fato, menção e fez222 palavras3 min. para ler
Baixista do Rage Against The Machine pede desculpas por ter influenciado o Limp Bizkit
Ver imagem ampliada
Tim Commerford conversou com o pessoal da revista Rolling Stone para falar sobre a sua nova banda, Wakrat, um grupo elogiado por Tom Morello.

Acontece que o assunto obviamente foi parar no Rage Against The Machine e o pessoal da revista perguntou a Commerford sobre a homenagem que o Limp Bizkit costuma fazer em seus shows tocando “Killing In The Name”.

Ao responder, o baixista não mediu palavras para falar de Fred Durst e companhia:

Eu peço desculpas pelo Limp Bizkit. De verdade. Eu me sinto mal por termos inspirado uma merda tão grande… Eles se foram. Isso é maravilhoso. Só restou um, e é o Rage, e até onde eu sei, somos a única banda que importa.

Na declaração, Commerford fez menção ao fato de que Durst já disse que o Rage começou o movimento “rap-rock”:

Essa cover é dedicada à banda de rap-rock que começou isso tudo. Quando ouvi essa música a primeira vez, me atingiu bem aqui [aponta para o coração]. E essa parte [“Fuck You / I Won’t do what you tell me”] mudou a minha vida.

Será que a declaração de Commerford irá atingir o coração de Durst também?

Em tempo, apesar do baixista dizer que o Limp Bizkit “se foi”, a banda continua excursionando pelo mundo (e tocando “Killing In The Name”).

Fonte: TMDQA


Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it

Texto curta nosso site.PNG

Patrocinadores

UnoChapecóUnimed ChapecóSchumannConstrutora CatarinenseInstituto do Corretor ChapecoNostra Casa